Para o mundo que eu quero descer

Por Loyane Alves

Se mundo foi sempre assim, ou se estou descobrindo ele agora. De repente a vida se tornou algo banal:

Não quer que uma pessoa namore outra, mata.

A opinião não é a mesma, mata.

A pessoa não respondeu bom dia, mata.

Se a orientação sexual não é a mesma, mata.

Se passou na sua frente no trânsito, mata.

Se é negro, mata.

Se não é magro, mata.

Se é mulher, mata.

Se é homem, mata.

Se é rico, mata.

Se é pobre, mata. 

Se tem aparência de bandido (sabe lá que aparência seria essa), mata.

Se não gosta do mesmo tipo de comida, mata.

Se está acima do peso “normal”, mata. 

A morte vem e não choca mais a população.

Não é mais notícia, não é novidade, é simplesmente comum, normal.

Normal?

É normal não aceitar o diferente?

É normal acabar com vários sonhos em um minuto?

É normal resolver os problemas assim?

Acabou aí? Não.

Descanse em paz. Quem fez essa frase não conhecia as câmeras filmando a preparação do corpo para ser velado.

Não conhecia também o poder da internet, que em questão de minutos disseminava as imagens pelo Brasil afora.

E família, como fica?

Invadida pela imprensa sensacionalista que adora urubuzar sobre isso.

Invadida pela arma que tirou não só uma pessoa amada, mas a paz da família.

Invadida pela injustiça de saber que o assassino vai pagar uma fiança que não vai trazer de volta seu ente querido.

Invasão, mata.

Quantas dúvidas com respostas infelizes. 

Talvez tudo isso já acontece antes, esteja sendo ampliado pela janela da internet, ou a internet seria a porta de entrada para o aumento disso?

Hoje, notícia (fato que seja fora do comum) é alguém fazer o bem.

Mas pera, isso que deveria ser normal, não? 

Os papéis estão invertidos, e a assim caminha a desumanidade. 

Mas “peraí”, para o mundo que eu quero descer!

Que “mata” deixe de ser um verbo e vire apenas um substantivo. 

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s