Precisamos falar sobre Louise

Por Melissa Duarte

Desde ontem, 10/3, foi bastante divulgado na mídia e nas redes sociais o desaparecimento de Louise Maria da Silva Ribeiro, de 20 anos, estudante de ciências biológicas da Universidade de Brasília (UnB). Horas depois, infelizmente, declarou-se a morte dela. O corpo foi encontrado pela Polícia num matagal próximo ao campus Darcy Ribeiro.

A universitária foi assassinada por asfixia, segundo o autor confesso do crime e colega de curso Vinícius Neres, de 19 anos. Dizer que foi crime passional por ela se recusar a namorá-lo seria amenizar o feminicídio. Em casos assim, vê-se o quão importantes são o movimento e a militância feministas e que ainda precisamos discutir amplamente questões de gênero, de minorias e violência.

Quantas de nós tiveram que morrer até que fosse implementada a Lei do Feminicídio? Quantas de nós morrem a cada dia por serem mulheres? Quantas de nós ainda terão que morrer até que tenhamos liberdade, respeito e direitos iguais? Até quando teremos medo por ser mulheres? Quando será possível decidir se e com quem vamos nos relacionar e saber que estaremos seguras independentemente da resposta?

Eu gostaria muito de ter essas respostas para você, Louise, e para cada uma de nós mulheres. Infelizmente, você morreu antes disso. É claro que precisamos de mais segurança no campus da universidade, mas necessitamos, sobretudo, de liberdade e igualdade de gênero. Você tinha sonhos, carreira e uma vida pela frente, Louise, entretanto, foi vítima do feminicídio, do machismo e da misoginia. O caso Louise não pode ser apenas mais um nas estatísticas.

Morre Louise e, com ela, um pouco de cada uma de nós. Por isso, somos todas Louise. No entanto, não é preciso ser mulher para ter empatia e compaixão por ela e por todas as outras que sofrem ou já sofreram. Assim, na próxima segunda-feira, serão realizados na UnB os seguintes eventos: “Homenagem à Louise, pela Paz e contra a violência dirigida a mulheres”, às 10h no jardim central do Instituto de Biologia (IB); “Ato contra a violência em homenagem à estudante Louise Maria”, às 15h30 no Teatro de Arena; e “Nós por Louise!!! Nós por nós!!!” às 17h também no Teatro de Arena.

O SOS Imprensa lamenta profundamente a morte da jovem, repudia todas as formas de violência e opressão e reitera os convites acima. O projeto presta solidariedade e condolências à família e amigos da vítima.

 

#somostodasLouise

Um comentário sobre “Precisamos falar sobre Louise

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s