O que há de errado na publicidade infantil?

Por Ana Luisa Araujo

Publicidade ou marketing infantil é termo utilizado para caracterizar propagandas destinadas às crianças. Tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2014, gera cada vez mais polêmicas. No entanto, ainda é pouco abordada pelas mídias e, apesar de existir regulamentação no Brasil, não é respeitada por não existirem punições mais severas.

Há muito tempo não-utilizada como meio de exposição de um produto, a publicidade, atualmente, dita padrões, costumes e propõe um estilo de vida todos os dias. Sendo assim, o marketing para o público infantil incita crianças a serem consumidoras ativas cada vez mais cedo. São indivíduos em fase de desenvolvimento, em processo de formação de senso crítico. Por isso, têm pouca capacidade de discernir o que é realmente necessário.e são mais fáceis de persuadir e convencer.

Regida por algumas normas presentes na Constituição Federal, no Código de Defesa do Consumidor e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), esse tipo de publicidade não é encarada como problema ou analisada com seriedade. O regulamento que proíbe a maioria dos elementos que, hoje, são utilizados não é respeitado. Isso se dá, uma vez que, apesar da Resolução 163, do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, restringir práticas comerciais, ela continua tendo um efeito psicológico e social enorme.

De acordo com o Portal ODM, 80% das decisões de compra dos adultos são influenciadas por crianças, porque  passam 5 horas diárias assistindo à televisão e são impactadas por 30 anúncios a cada hora. O mercado da publicidade infantil movimentou 39 bilhões de reais em 2006. No Brasil, 83% das crianças são influenciadas por publicidade. O site ressalta que televisão não é a única culpada, já que que o passeio predileto das famílias é ir ao shopping.

Os órgãos responsáveis por essa regulamentação ditam o que é aceitável, mas suas resoluções não se mostram efetivas e suficientes. O mercado da publicidade infantil continua influenciando crianças de maneira desenfreada e segue movimentando bilhões a cada ano, utilizando de indivíduos que ainda são vulneráveis a influências externas.

Arte de capa: ArtMix

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s