A (falta de) visibilidade paralímpica

Por Pedro Canguçu 

As Paralímpiadas foram realizadas no Brasil entre 7 a 18 de setembro de 2016 . Porém, ao questionar o público sobre ela, grande parte da população não teve conhecimento ou notícia do fato, apenas aqueles que pesquisavam na internet ou assistiam em canais por assinatura, como SportTV.

Diferentemente das Olímpiadas, esse evento não teve cobertura de grande importância na TV aberta, apenas flashes em jornais e programas esportivos como Globo Esporte. Além disso, segundo a Folha de S. Pauloapenas TV Brasil e Globosat (SportTv), do grupo Globo, detêm os direitos de transmissão dele, que não terá cobertura ao vivo dos maiores canais.

Em 2015, a Rede Globo postou em seu site que iria dar total apoio os jogos paraolímpicos. “Faremos a maior cobertura de Jogos Paralímpicos. Alguns dos principais repórteres da emissora sairão em busca das grandes histórias inspiradas que as Paralímpiadas trazem. Nos campos, quadros, pistas e piscinas, estarão perto dos atletas brasileiros que têm o desafio de colocar o país, pela primeira vez, entre os cinco primeiros quadros de medalhas”, segundo a matéria. No entanto, não prometeu o que cumpriu.

jogos-paralc3admpicos

Foto: O blog Saci- Pererê

A TV cultura – emissora de TV pública e comercial de caráter educativo e cultural – solicitou a transmissão do evento à Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e teve o pedido negado. Porém, pouco antes da cerimônia de abertura, o canal iniciou nas redes sociais a campanha #liberaosinalEBC, mas não teve resposta.

O Departamento de Jornalismo da Cultura fez pedido à Rede Globo e conseguiu autorização para retransmitir o sinal do International Broadcast Center (IBC), passando a exibir a abertura 1h depois do início. Todavia, durante os Jogos Olímpicos, a Globo modificou toda a programação para dar total apoio aos atletas. Então, por que, nas Paralimpíadas, sequer exibiu a cerimônia de abertura? Onde fica a inclusão social? Em relação ao incentivo, nas Paralímpiadas, ficou muito a desejar.

Desde a cerimônia de encerramentos dos Jogos Olímpicos, a baixa arrecadação da venda de ingressos para as Paraolimpíadas chamou a atenção da mídia. Em pronunciamento em 19 de agosto, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB) anunciou que uma das causas do déficit do Comitê Olímpico era o encalhe de ingressos e afirmou que poucos ingressos haviam sido vendidos.

Por isso, 500 mil ingressos das Paralimpíadas foram comprados pela Prefeitura do Rio de Janeiro e doados a alunos da rede municipal de ensino e portadores de deficiência atendidos por centros de referência da cidade. Entretanto, posteriormente, os ingressos restantes foram comprados.

O coordenador da Associação Desportiva para Deficientes (ADD), Sileno Santos, afirmou que a baixa adesão das Paralimpíadas está relacionada à cultura esportiva do Brasil. “O brasileiro não tem uma cultura multiesportiva que incentiva e está presente em eventos esportivos que não sejam futebol. Além disso, não entendem que pessoas com deficiência também podem praticar esportes e necessitam do apoio da torcida para defender o país em um evento importante”, afirma.

O fato a se pensar é que não importa se brasileiros têm ou não cultura multiesportiva. Essa competição é muito importante, uma vez que se inclui pessoas portadoras de necessidades especiais em atividades esportivas. Brasil teve grande destaque em relação às Olimpíadas, mas, infelizmente a proporção não foi igual à participação dos brasileiros como a torcida ficou a desejar.

graca

Quadro de medalhas das Olimpíadas- Brasil 13ª posição e muita visibilidade  

 

vec

Quadro de medalhas paralímpicas – Brasil em 8ª posição e pouca visibilidade. Arte Rio2016

 

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s