Vozes do DCE: Os desafios da nova gestão, que precisa falar por todos.

Por Lorena Fraga e Marcos Miranda

 

A Universidade de Brasília (UnB) tem como característica, desde a formação, a forte luta dos estudantes por direitos e lugar na sociedade, além de promover debates e a conscientização sobre temas de interesse nacional e internos da instituição. Em seus quase 55 anos de fundação, houveram diversas vezes em que alunos assumiram o protagonismo na luta por direitos sociais, políticos e econômicos do país; como durante o movimento Diretas Já, no Impeachment do ex-presidente, Fernando Collor.

Com o passar dos anos, os estudantes seguem lutando para manter o propósito de Darcy Ribeiro – fundador da universidade- vivo, fazendo da UnB uma universidade plural, que segue a inovar, incomodar e provocar transformações e debates na sociedade atual, em movimentos de igualdade social, racial e de gênero.

Por trás de muitas dessas manifestações está o Diretório Central dos Estudantes (DCE). É a entidade representativa dos estudantes, congrega vários Centros Acadêmicos e espaços de decisão e discussão. Seu papel é estudar, discutir, definir e lutar pelos interesses do conjunto dos estudantes dentro da Universidade. O estudante, através do DCE, pode garantir com mais força seus direitos, reivindicar melhora na qualidade do ensino e outras lutas da comunidade estudantil.

Desde 2011, o DCE Honestino Guimarães é comandado pela Aliança Pela Liberdade, chapa considerada por muitos como conservadora e liberal. Em sua primeira eleição, ganhou repercussão nacional em reportagens feita pela mídia. Em matéria, a revista Veja, classificou a chapa como detentora de propostas em defesa de “melhorias concretas na estrutura da universidade”. O jornal Correio Braziliense classificou a vitória como “surpreendente” e que “Sem oposição, os conservadores foram conquistando os alunos que, geralmente, preferiam se abster do processo eleitoral”.

Fato é que, cinco anos após uma polêmica administração, em uma eleição histórica com mais de 12 mil votos, o DCE da Universidade de Brasília retornou as mãos de um gestão de esquerda nesta terça-feira, 10. A chapa denominada “Todas as vozes” subiu ao diretório prometendo não só representar, como fazer valer a voz de todos os estudantes e apesar da vitória esmagadora, com mais de 2 mil votos de diferença, a chapa que reúne mais de 300 estudantes, enfrentou o menor de seus desafios.

A chapa eleita destacou-se por reunir a dissociada esquerda da UnB, e agora terá que provar a união na prática. Um dos maiores receios dos estudantes é a partidarização, que prejudicaria – e muito- a gestão. Uma vez que, partidarizando, a chapa eleita passaria a defender os interesses de partidos políticos específicos, o que muitas vezes não vai de acordo com os desejos e as ideologias pessoais de muitos estudantes para a universidade.

Após um momento de apatia no campo político, a UnB voltou a ter voz como instituição política durante as ocupações de Novembro de 2016. Aos poucos, os estudantes voltam a se reconhecer como voz política dentro da instituição, e acima de ideologias precisam caminhar para o bem comum. Todas as Vozes precisa, sobretudo, alinhar as diferentes vertentes em uma só; para que assim, as mesmas possam de fato dar voz aos estudantes com pensamentos diverso, e não só aqueles que estão de acordo com suas ideologias.

Durante as eleições, um dos gritos de guerra bradados pela chapa eleita era “Honestino presente”, em referência a Honestino Guimarães, estudante da UnB conhecido pela forte atuação na militância política e morto pela ditadura. Honestino iniciou sua militância no movimento secundarista do Distrito Federal em 1963, as principais bandeiras que o movimento levantava era a favor da melhoria das escolas públicas, contra o aumento do preço da passagem de transporte público e por mais democracia no país, não se dissociando muito da luta dos estudantes da UnB atualmente, é por isso que hoje, mais do que nunca, a memória e a luta Honestino Guimarães precisa se fazer presente na Universidade símbolo da capital do país.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s