De Disney a Rebelde, como viver a nostalgia nos dias atuais

Por Ana Luisa Araujo e Roberta Pissutti 

Não há dúvidas de que a infância e adolescência marcam a vida de qualquer pessoa. São as fases em que formamos nossa personalidade, quando experimentamos a vida pela primeira vez. Tudo é novidade. Então, não é de surpreender que alguns produtos midiáticos, artistas, brinquedos, roupas e, talvez, até certo doce ou refrigerante fiquem marcados em nossas memórias como lembranças de uma época feliz.

É comum, depois de adulto, quando já se está cansado de problemas, lidando com faculdade, estágio, trabalho e filhos, dentre outros, se lembrar de coisas que nos levam a um tempo em que a vida era mais tranquila e não havia preocupações. É quando nossas memórias nos atraem a um passado irrevogável que a nostalgia bate à porta.

Nostalgia é o sentimento que remete a uma época para o qual não se pode mais voltar. Há definições que a caracterizam, inclusive, como estado de tristeza profunda. Afinal, quem já não foi atrás de uma Pitchula que quase não se acha mais? Quem nunca sentiu falta de acordar cedo e correr para assistir TV Globinho? Quem não canta músicas de novelas e filmes aos quais assistiu quando mais novo?

Qual maneira melhor de relaxar do que assistindo aos programas que fazem com que sintamos crianças outra vez? O mercado audiovisual, tanto nacional quanto internacional, já percebeu que o clima nostálgico pode trazer muito lucro. É fácil ver que produções lançadas hoje são, muitas vezes, uma reconstrução do que já agradou muita gente há 20 anos, por exemplo.

Quem nunca ouviu falar do canal Viva? Se você não, talvez sua mãe ou sua avó, alguma vez, já o tenham visto. Ele transmite apenas novelas e programas antigos da Rede Globo. Além dele, o clássico Vale a pena ver de novo transmite novelas de maior audiência da rede. Outros canais também investem nesse tipo de atividade. O SBT, por exemplo, vem recriando novelas infantis como Chiquititas, Carrossel e Carinha de Anjo desde 2012.

Propagada também nas mídias sociais, a nostalgia acabou nomeando um dos maiores canais brasileiros no YouTube. O youtuber Felipe Castanhari, de 25 anos, tem quase 10 milhões de inscritos no Canal Nostalgia, fundado em 2011. Nele, fala de como é bom reviver coisas da infância e relembra fatos que marcaram sua geração.

No ramo musical, por exemplo, temos o ex-produtor da banda RBD, Pedro Damián. O grupo foi um fenômeno mundial que surgiu na novela mexicana Rebelde (2004). Recentemente, Damián tem promovido novamente o grupo e sempre respondeu aos fãs nas mídias sociais, já que se especula o lançamento de um documentário sobre os bastidores do RBD. Segundo o produtor, para ser lançado, falta apenas a edição do filme.

Além disso, grandes empresas cinematográficas internacionais, como a Disney, vêm investindo muito na refilmagem de clássicos infantis, agora com efeitos melhores e mais modernos ou em versões live-action. Elas convidam o espectador, já adulto, a assistir a um remake das obras, normalmente destinadas às crianças. A Broadway traz, também, adaptações musicais de filmes de animação infantil para os mais famosos teatros de Nova York. A mais recente é a adaptação do filme da Disney Anastasia, que estreou na Broadway em março deste ano.

Quando paramos para analisar a quantidade de vezes em que pensamos nas coisas que lembram a infância, é fácil entender porque a mídia passou a explorá-las tanto. Resgatar esses programas e produtos atrai um público que nunca perdeu a nostalgia. Com a correria da vida contemporânea, a autocobrança, a sensação de que nunca conseguimos parar para respirar e descansar, a ideia se torna extremamente vendável, não só na música e na televisão, mas também na indústria cinematográfica.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s