Reflexos do empoderamento feminino

Por Luisa Bretas

A participação de Maisa Silva no programa de Silvio Santos teve repercussão na internet na última semana tanto nas redes sociais, como Twitter e Facebook, quanto nos portais de notícias.

A participação da jovem de 15 anos, que é conhecida desde os três por programas na SBT, obteve toda essa atenção devido à insinuação feita por Silvio para que namorasse Dudu Camargo, que possui 19 anos e também estava presente no programa, visto que os dois estão solteiros.

Maisa prontamente respondeu que não estava no programa para arrumar namorado, mas para jogar o Jogo das Três Pistas, motivo principal da sua participação naquele dia. Silvio, com sua inconveniência, insistiu que os dois ficassem juntos e até dessem um selinho. Maisa, então, afirmou que não faria isso e respondeu que Dudu “não fazia seu tipo”. Essa atitude foi interpretada de duas diferentes maneiras: empoderada ou grosseira.

Após o ocorrido, a jovem postou em seu Twitter seu posicionamento dizendo que ninguém é obrigado a aceitar tudo que ouve e que não se desculparia pela sinceridade. Além das críticas dos internautas, a apresentadora Sônia Abrão chamou a jovem de “mimada” e “mal-educada” durante seu programa.

Por sua vez, alguns portais de notícias como VEJA, Terra Brasil, BlastingNews, Quem e Diário de Pernambuco, pareceram não ter dúvidas quanto à atitude da jovem e a atribuíram ao empoderamento feminino. As matérias trazem o relato do acontecido no programa, o texto empoderado publicado pela jovem em sua conta do Instagram e o apoio recebido por outras atrizes e internautas.

As críticas que denominaram Maisa como “mal-educada”, “grossa” e “mimada” são reflexos da sociedade machista em que vivemos, onde recusar-se a beijar alguém é errado e grave e a imposição dessa situação à jovem é tratada como natural. Maisa foi exposta a uma situação constrangedora, resolveu se impor e, em troca, recebe críticas por não se portar “educadamente”.

Em contrapartida, o posicionamento das pessoas, a forma como os jornais trataram o caso e, principalmente, a maneira como Maisa Silva lidou com a situação e rebateu as críticas são os reflexos do empoderamento feminino ganhando cada vez mais espaço e voz na sociedade.

É pouco, mas é um começo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s