Anitta e o peso político do silêncio

Quando o discurso não combina com a ação

Alice Maria

A cantora Anitta sempre se manteve neutra em questões políticas e sociais. Até o momento, essa questão não se mostrou muito problemática. Seus fãs já questionavam e cobravam posicionamentos a respeito de determinados assuntos, mas nada tão intenso como o que está sendo presenciado nesta semana.

Na última quarta-feira, Anitta, que evitou ao máximo se pronunciar sobre a corrida presidencial, seguiu o perfil de uma amiga, que claramente apoia o candidato Jair Bolsonaro, do PSL. A cobrança, que já era grande, tomou proporções ainda maiores. Com riscos de boicote, a cantora vem sofrendo represálias online e sendo severamente criticada por seus fãs.

dhfgh

yyrty

yyuytu

Como uma figura pública de alta visibilidade, é compreensível que Anitta não queira se posicionar. Sua opinião influencia o público e têm um grande impacto social. Além disso, não é desejável ter seu nome relacionado a escândalos políticos. Porém, é de se estranhar que alguém com tanto poder midiático não utilize seu destaque para dar visibilidade a causas que merecem atenção.

Ser uma mulher, de origem periférica, e que se destacou em um ambiente majoritariamente machista, é por si só um ato de resistência. Mas a cantora parece querer desvincular da sua imagem o peso político relacionado à arte. Com o intuito de agradar a todos, prefere abdicar do poder da música como manifestação cultural e política.

Essa apatia ofende seus principais apoiadores: a comunidade LGBT+. Devido às omissões de Anitta, seu público suspeita que a artista apoia minorias em canções e em discursos apenas para lucrar, atitude conhecida como Pink Money. Talvez, esse seja o maior problema relacionado ao não posicionamento da cantora, já que mostra uma falta de coerência entre o que ela diz e o que ela realmente faz.

No mesmo contexto, os jogadores Felipe Melo, do Palmeiras, e Wallace e Maurício de Souza, da seleção brasileira de vôlei, foram advertidos por se manifestarem a favor de Bolsonaro, candidato que originou a polêmica com a cantora Anitta. Tanto o Palmeiras quanto a Confederação Brasileira de Vôlei soltaram notas afirmando que as opiniões dos atletas não refletem as visões dos clubes. Como essas manifestações foram feitas enquanto eles utilizavam os seus respectivos uniformes e essas ações podem ser relacionadas às equipes, os dirigentes pedem para que os atletas sejam mais conscientes.

yyjytuyt.png

A preocupação é grande, já que o discurso de ódio do candidato pode acarretar em um comportamento extremamente violento da torcida, como aconteceu em um jogo entre os times de futebol Atlético Mineiro e Cruzeiro. Uma parte da torcida atleticana reproduzia o grito: “Ô Cruzeirense, toma cuidado, o Bolsonaro vai matar veado”. Além de ser extremamente antidesportiva e homofóbica, essa conduta mancha o nome do clube e da torcida, que podem ser punidos. Como resposta, vascaínos e corintianos se posicionaram contra a atitude dos atleticanos e contra Bolsonaro.

Comparar esses casos levanta uma questão importante: o problema é manifestar uma opinião pessoal como se fosse consenso do grupo ou simplesmente se manifestar a favor do candidato? Aconteceria a mesma coisa se os jogadores não estivessem usando seus uniformes?

Diferente da cantora, não existe a necessidade dos atletas se posicionarem, eles não construíram suas carreiras se afirmando como feministas ou apoiadores da causa LGBT+. A polêmica acontece porque o discurso do candidato fere diretamente essas causas que a artista diz apoiar. O que está sendo cobrado de Anitta é o posicionamento contra esse discurso. É muito fácil levantar bandeiras quando se exime da responsabilidade de lutar para defender seus princípios.

Não só Anitta como todas as outras pessoas, sendo figuras públicas ou não, têm direito à liberdade de expressão e de mostrar ou não sua ideologia política. Contudo, quando existe o risco real da volta de um governo totalitário, extremista, que não governa para as minorias e incita violência, é necessário ter cuidado, porque o silêncio tem seu peso e não se posicionar é uma escolha que carrega muito significado.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s