Brasil e EUA, juntos e shallow now

Entenda as críticas da versão brasileira de Shallow escrita por Paula Fernandes e autorizada por Lady Gaga

Por Marina Dalton

Na última sexta-feira (17), a cantora Paula Fernandes divulgou o refrão de “Juntos”, sua versão da música Shallow, tema do filme “Nasce uma Estrela” de 2018. A publicidade já estava preparando o terreno desde 6 de maio, quando a cantora publicou um vídeo no instagram com um pequeno trecho do instrumental da música que acompanhou os dizeres “vem aí o lançamento do ano”. O inesperado é que foi escolhido manter a palavra shallow ー raso ou superficial, em inglês ー no abrasileiramento da canção.

Em pouquíssimo tempo, a internet estava tomada por críticas. Segundo o jornal Extra, do grupo Globo, “juntos e shallow now” e “#morreumaestrela” foram os assuntos mais comentados do twitter na manhã do lançamento do refrão. Tamanho alcance é resultado direto das brincadeiras e memes feitos por internautas. Até mesmo grandes marcas ー como Burguer King, Coca-cola, Mc Donald’s, Subway, Cartoon Network e TNT ー aproveitaram para criar uma publicidade criativa comentando a música. Não é grande a parcela da propagação que se deu pelo planejamento de marketing de Paula e o suspense de, por exemplo, quem faria a voz masculina.

 

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Diversos cantores brasileiros já fizeram versões de músicas estrangeiras e obtiveram sucesso. “Como eu te amo”, de Sandy e Junior, e “É por você que canto”, de Leandro e Leonardo, são bons exemplos de artistas com renome produzindo uma opção brasileira de canções com notoriedade prévia. A intenção é alcançar um grande público de forma rápida e fácil, uma vez que são adotadas fórmulas já conhecidas. Paula Fernandes quis seguir esses passos.

Muito se reclama da falta de patriotismo do brasileiro e da não valorização da cultura do país. Quando artistas procuram tal caminho, apenas colocar uma letra em português em uma música americana de sucesso, é reafirmada a adversidade da situação. Especialmente cantores que já compõem peças genuinamente brasileiras não deveriam se render ao desmerecimento da produção nacional.

O quadro se torna ainda pior já que nem mesmo a letra de “Juntos” é inteiramente em português. No refrão, a palavra que mais se repete é mantida exatamente igual. Paula disse que entende a palavra shallow como “a parte que os brasileiros mais sabem cantar da música original” e que sua intenção era que os fãs se sentissem mais à vontade para cantar. Apesar disso, anunciou que está se divertindo com os memes e risos gerados por sua versão.

No contexto de crise política atual, em que o presidente do país bate continência para a bandeira americana e solta frases como “Brasil e Estados Unidos acima de tudo”, é de extrema importância o reconhecimento popular do valor da cultura brasileira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s