Conto do bom senhor

A irresponsabilidade de Silvio Santos como apresentador leva meninas de 7 a 8 anos à exposição desnecessária na TV aberta

Por Camilla Fernandes

“Acho Silvio um irresponsável social”, declarou Pedro Cardoso em seu perfil no Instagram. O ex-ator da globo se mobilizou diante da atitude problemática do apresentador e proprietário do SBT (Sistema Brasileiro de Televisão) ao colocar em julgamento os corpos de cinco meninas em rede nacional.

Com mais de 60 anos de carreira Silvio Santos coleciona registros televisivos de seu comportamento esdrúxulo, onde propaga ideais imorais e expõe crianças.

O apresentador estreou seu primeiro programa, Vamos Brincar de Forca, em 1962 e, desde então, tem mostrado um comportamentos seriamente questionável, como no episódio com a cantora Cláudia Leitte, em que Silvio declarou não abraçá-la para não ficar excitado.

Em 22 de setembro, durante o Programa Silvio Santos, um concurso de miss infantil foi exibido. Em uma das etapas, aconteceu o desfile no qual meninas entre 7 e 8 anos ficaram expostas no palco, de maiô, à espera de que seus corpos fossem julgados. “Agora, vocês do auditório vão ver quem tem as pernas mais bonitas, o colo mais bonito, o rosto mais bonito e o conjunto mais bonito”, declarou o apresentador durante o quadro.

Segundo os dados da Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, no Brasil 320 crianças e adolescentes são abusados diariamente. Diante dessa realidade, soa como alerta que haja exposição na TV aberta sendo validada por uma figura com tamanha popularidade, incentivando que corpos infantis sejam vistos e julgados como adultos. Além de apontar novamente a objetificação do corpo feminino, mesmo que seja ele um corpo infantil. 

O ato irresponsável do apresentador fez com que influencers digitais, como Felipe Neto, trouxessem à tona, junto ao repúdio, outras atitudes que passaram despercebidas pelo público e pela mídia em outra época. É o caso  do vídeo de 2016 em que Silvio Santos questiona uma criança do sexo feminino, “você prefere sexo, poder ou dinheiro?”, durante o seu programa dominical.

A repercussão, ou a falta dela, sobre as barbáries cometidas pelo apresentador e proprietário do SBT revelam o quão falsa e ilusória é a onda de moral e bons costumes em que o Brasil está estacionado e reforça o conto do bom senhor, como se a idade avançada justificasse o comportamento medieval. Apesar do silêncio de figuras que costumam falar abertamente na “defesa” das crianças e adolescentes, como a ministra Damares Alves, a Promotoria de Justiça de Osasco notificou o canal. Concomitantemente, a Ordem dos Advogados do Brasil, Seção de São Paulo, emitiu uma nota de repúdio ao programa alegando que o concurso de miss infantil agride diretamente  a Convenção Internacional dos Direitos da Criança de 1989, Constituição Federal de 1988 e o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Entretanto, Silvio Santos, segue com uma audiência inabalada e sem previsão para que deixe o cargo de apresentador,  mostrando que certamente esse não será o fim da sua série de atitudes questionáveis.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s