Lollapa… para quem?

Festival Lollapalooza Brasil chega a sua nona edição em 2020 e preços dos ingressos assustam público-alvo

Por Christine Santos

O Lollapalooza é um festival que têm se destacado ao longo dos anos. O evento foi criado em 1991 pelo ex -Jane’s Addiction, músico e compositor Perry Farrell. Chegou ao Brasil em 2012 e reúne amantes de música de diversas partes do país e da América Latina, no Autódromo de Interlagos, sempre no primeiro semestre do ano, durante três dias. A próxima edição acontecerá em abril de 2020 e contará com line-up que mistura alguns veteranos e também artistas que nunca pisaram no Brasil. Os dias escolhidos foram 3, 4 e 5 de abril. Mais uma vez, os preços dos ingressos do festival acabaram pegando o público de surpresa. 

Entre os que já se apresentaram antes, teremos Lana Del Rey, The Strokes, Cage The Elephant e Vampire Weekend e entre os calouros podemos dar um destaque para Gwen Stefani, Travis Scott, Charli XCX, LP, Jaden Smith, King Princess e Hayley Kiyoko. De artistas brasileiros, o festival conta com a presença de Pabllo Vittar, Silva, Ludmilla, Jão, Djonga, Emicida, Clarice Falcão e mais. Guns N’ Roses encabeça a lista e é uma das atrações principais do primeiro dia de Lolla.

As vendas abriram no dia 23 de setembro para o público em geral, três semanas antes de lançarem a lista de artistas que irão se apresentar. Quando o line-up foi lançado, o lote de ingressos já estava virando para o terceiro. O preço inicial da meia-entrada custava R$750 enquanto a inteira ficou por conta de R$1.500. Se era o modo Lolla Lounge (acesso VIP) o ticket ficava em torno dos R$3.500 (inteira) e R$2.750 (meia). Os clientes dos bancos Next e Bradesco têm por volta de 15% desconto e tiveram as vendas abertas mais cedo, no dia 18 de setembro.

Lollapalooza: preços do quarto lote para os três dias do evento (Lolla Pass Geral). Atualizado em 15/11/2019.

No dia 4 de novembro, o line-up por dia foi anunciado junto à abertura dos lotes de ingressos específicos para cada dia (Lolla Day). Os preços iniciais para a meia-entrada giram em torno dos R$400 reais e R$1.160 (para o acesso VIP). O que é surpreendente, pois os números dos preços vêm aumentando significamente ano após ano. Quando o evento mudou o local para Interlagos, em 2014, o primeiro lote de ingressos chegou a custar por volta de R$290, percebendo-se um aumento de mais de 170%. Ao analisar os preços do passe para todos os dias, os valores são exorbitantes a ponto de custar praticamente dois salários mínimos. O cliente ainda precisar pagar uma taxa para receber as pulseiras do evento, cerca de R$35.

Lollapalooza: preços do primeiro lote de ingresso comum para o dia 05/04 (Lolla Day). Atualizado em 15/11/2019.

Mas por que um aumento tão excessivo no preço dos ingressos? Agora estando no quarto lote dos tickets para ambos os dias de evento, um estudante brasileiro de baixa renda desembolsaria R$1.085 para poder curtir as atrações sem direito a área VIP. Ainda é uma realidade que revolta muitos adeptos, já que o mesmo festival em países vizinhos chega a ter de 20 a 40 atrações a mais e por um preço menor na inteira, visto que não existe meia-entrada nos outros países da América Latina e o valor ainda consegue ser metade do ingresso do Lollapalooza Brasil (o acesso geral no Lolla Argentina chega a custar R$581). Como não bastasse os ingressos serem muito caros, a experiência dentro do festival no Brasil também é. Uma refeição pode chegar a custar de 20 a 40 reais, a cerveja a R$13 e a água a R$6. 

A meia-entrada no Brasil é um dos pontos a se refletir em favor desse aumento. Em parte, diz-se que muitas pessoas conseguem acessar o evento ao comprar a meia-entrada mesmo sem ser estudante, porque a fiscalização na portaria é um tanto disfuncional em certos horários do evento. Isso faz com que muitos ingressos que são vendidos sejam pelo setor da meia-entrada. Então, em 2018 o Lollapalooza aderiu ao sistema de entrada-social que disponibiliza esse ingresso com 40% de desconto para quem não é estudante, com a condição de que faça uma doação de valor de R$40 para a campanha “Criança Esperança”.

Lollapalooza: preços do primeiro lote de acesso VIP para o dia 05/04 (Lolla Lounge Day). Atualizado em 15/11/2019.

Ainda assim, uma indagação que se desdobra em mais dúvidas pois os valores se elevam em torno de R$300 a cada edição. Isso é porque os preços dobram para que as meia-entradas fiquem com o preço do valor total e justo (de uma inteira) do ingresso. Em 2018, o programador de eventos Marcos Boffa disse em entrevista para o El País que era necessário criar uma forma mais justa de descontos para estudantes, como isenção de taxas que são tão caras. Outras coisas a serem analisadas se dão ao fato da inflação no cachê de artistas internacionais que aumentou gradualmente e as estruturas utilizadas no local do evento, mas ainda assim é uma questão que é mais de responsabilidade dos produtores e do que eles escolhem para realizar o festival. 

A Time For Fun, empresa organizadora do evento, também passou por tempos nebulosos em relação à denúncias que sofreu em relação ao trabalho escravo. De acordo com a Folha de São Paulo, em abril, o Sated-SP (Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos e Diversões do Estado de São Paulo) denunciou a T4F por ter recrutado pessoas em situação de vulnerabilidade para trabalhar na montagem do evento, recebendo um valor menor do que o piso diário dado por lei.
O Lollapalooza Brasil carece de artistas brasileiros sendo destaque na headline. Apesar do sucesso de artistas brasileiros em torno da América Latina e até mesmo fora dela, como Pabllo Vittar que vêm ganhando destaque em eventos europeus como o MTV Europe Music Awards, MC Kevinho que se apresentou no Lolla Chile e foi um sucesso, ainda há certa resistência em dar destaque a música do nosso país. E isso acontece independente do estilo musical. Quando Anitta foi apresentada como uma das atrações do Rock In Rio, foi muito criticada por uma parte do público que dizia que ela não se encaixava no estilo do festival. A escolha do trio Tribalistas como headliner do Lollapalooza Brasil 2019 também gerou revoltas no público. Ambos os shows foram bem sucedidos. Por que a resistência a música brasileira, independente do estilo? O complexo de que a cultura brasileira é menos interessante ainda se perpetua nos dias de hoje. O Brasil possui uma diversidade de estilos musicais e precisa ser mais valorizado quanto isso.

De toda forma, o Lollapalooza Brasil consegue vender independentemente do preço sem muitos esforços, o que acaba fazendo-o elitista. Não importando o quanto está custando e apesar da revolta de parte do público, o festival ainda conseguiu vender dois lotes completos de ingressos sem ao menos ter uma lista de artistas divulgada. Apesar da constante reclamação pelos preços, é difícil mudar o sistema de vendas se o público continua seguindo esse mesmo esquema para garantir o menor preço mesmo antes do lançamento do line-up.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s