Guerra no Cáucaso

Armênia x Azerbaijão, um conflito geopolítico que envolve questões étnico-religiosas, disputa por territórios e um movimento separatista

Por Renan Lisboa

Em setembro de 2020, teve início o conflito fronteiriço entre Armênia e Azerbaijão que começou com acusações de violação do cessar-fogo por ambos os lados e escalou para um confronto de grandes proporções. Vários veículos da mídia nacional e internacional deram visibilidade para o acontecimento, apesar das críticas feitas por armênios e azeris em relação à cobertura “imprecisa” dos conflitos. Separatistas armênios lutam contra o exército do Azerbaijão, que tentava controlar a região, resultando na pior série de confrontos desde a guerra travada entre 1988 e 1994, que deixou cerca de 30 mil mortos. 

A disputa militar envolve a posse do enclave de Nagorno-Karabakh, região internacionalmente reconhecida como parte do Azerbaijão (país de maioria muçulmana), mas habitada majoritariamente por armênios (de maioria cristã). De acordo com a CNN Brasil, o território depende quase que totalmente dos recursos enviados pela Armênia e de doações de armênios em todo o mundo.

Continuar lendo