O desinteresse político dos brasileiros

Por Sandra Oliveira da Silva

Até que ponto a frase “política, futebol e religião não se discute” deve ser levada a sério? Foi constatado que jornais televisivos têm uma queda considerável nos blocos que se tratam de política e economia. Afinal, qual o motivo desse fenômeno?

Esse pouco interesse no cenário político-econômico do próprio país vem sendo cultivado através de muitas gerações e de certa forma acabou se enraizando.

Nas últimas eleições, pesquisas apontaram que 57% dos jovens brasileiros de 16 a 24 anos responderam que o interesse sobre as eleições era de muito pouco ou nenhum. Mas, ao contrário do que se possa parecer, o desinteresse não se mantém apenas nos jovens. Na faixa etária dos 45 a 54 anos o índice foi de 59% de pouco ou nenhum interesse nas eleições.

O que vale ser lembrado é que a política do país durante quatro anos é decidida no momento das eleições, e o brado da mudança deve ser ecoado nas urnas.

A falta de interesse de se informar sobre o assunto tem muitos motivos, dentre eles os escândalos de corrupção que são expostos cada vez mais e com muito mais frequência, e que de certa forma desmotivam o eleitor. No entanto, isso acaba se tornando um ciclo vicioso. A cada eleição mal votada por falta de informação, cada vez mais escândalos e menos interesse no assunto por parte de quem vota.

Os jornais televisivos de horário nobre já mudaram a forma de abordar os blocos de política e economia, tratando os temas de maneira mais leve e acessível, sempre relacionando com temas que possam ser mais interessantes para o telespectador.

Na internet, as manchetes são cada vez mais sensacionalistas para conseguir fisgar o leitor que zapeia pela linha do tempo. No entanto, o meio online tem um pró e contra muito forte: as pessoas só leem o que lhes convém. E isso inclui ignorar totalmente notícias sobre política, ou até mesmo lê-las pela metade e tirarem conclusões precipitadas sobre o assunto lido.

A instantaneidade virtual pode fazer com que a mensagem não chegue completamente ao leitor quanto os outros meios. Apesar disso, é na internet que as discussões políticas fervem, que as notícias são compartilhadas e chegam ao conhecimento geral. É por meio da internet que grandes protestos são organizados e é por meio dela que se é possível visitar os portais governamentais que informam sobre a ficha limpa dos políticos e também sobre seus gastos.

Pode-se dizer que hoje, a informação é democrática – ou muito perto disso –, e que é importante o interesse e vontade da população de se informar.

É preciso buscar informação, pois só através dela a mudança pode ser desencadeada.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s