O que Marcela Temer tem que Dilma não tem?

 

Por SOS Diversidade

Marcela Temer: bela, recatada e “do lar”. Esse foi o título encontrado pela revista Veja para definir a esposa do vice Michel Temer. A reportagem saiu segunda-feira (18/04) e desde então, tem causado grande polêmica. A matéria traça um perfil de Marcela e conta um pouco sobre o seu dia-a-dia, o casamento com o vice-presidente e família. As fontes da matéria são a tia Nina de Marcela, o cabeleireiro Marco Antonio de Biaggi, a irmã Fernanda Tedeschi e a estilista de Marcela, Martha Medeiros. Depois que a matéria saiu, várias pessoas compartilharam a reportagem e postaram fotos em suas redes sociais com a legenda “Bela, recatada e do lar” e com outras legendas com variações do título, demonstrando um teor de deboche da matéria. Mas afinal, por que esse texto repercutiu tanto?

A jornalista, Juliana Linhares, da Veja, começa a matéria com a frase “Marcela é uma mulher de sorte” e termina com “Michel é um homem de sorte”. Ao longo da reportagem, as características bela, recata e “do lar” são tratadas como ideias e algo a ser almejado pela mulhere para ser “boa para casar”. Ao longo da matéria nota-se um tom que beira o moralismo e exalta várias características de Marcela, porém apenas em âmbitos de sua vida pessoal como esposa de Michel Temer e mãe. Poucas vezes são mencionadas atitudes ou aspectos de Marcela que não estejam diretamente ligadas a seu marido ou sua beleza.

Mas eis que surge a pergunta: Qual seria o grande problema em ser bela, recatada e “do lar”? Nenhum. Não há o menor problema em uma mulher escolher dedicar-se a cuidar do filho e de sua família, muito menos em decidir não seguir uma carreira acadêmica. O problema está no modo como a matéria foi redigida, fazendo soar como sinônimos ser bela e boa esposa/mãe com ser recatada e dedicada a uma vida doméstica. A problemática existe ao impor, mesmo que implicitamente, um padrão no que se deve ou não esperar de uma mulher.

Isso acaba por reforçar valores patriarcais e machistas, dentro dos quais não é dado poder de escolha ou de identidade ao gênero feminino. Uma “boa mulher” passa a equivaler a alguém necessariamente dedicada a família, heteronormativa, claro, dócil e invariavelmente dentro de um padrão de beleza imposto pela sociedade machista. Se Marcela Temer realmente é da maneira que a Veja retratou, não há  problema algum. O que não deveria ocorrer é a desvalorização de outros tipos de mulheres diferentes dela.

Em contrapartida, a presidenta Dilma Rousseff é retratada como uma mulher descontrolada e agressiva pela revista Isto É. Na matéria de Sérgio Pardellas e Débora Bergamasco Dilma é acusada  de estar emocionalmente desestabilizada por causa da crise política e econômica que o país enfrenta. Ela é comparada a “Maria I, a Louca” que enlouqueceu quando estava sofrendo forte pressão como rainha de Portugal e depois do Brasil. A presidente ainda é comparada ao ex-presidente Fernando Collor de Mello por continuar exercitando-se diante de um cenário de instabilidade política e na iminência de um impeachment. Verbetes como “destempero”, “descompostura” e “desconexão com a realidade” são usados para descrever o comportamento da presidenta, uma mulher que não se encaixa nos padrões colocados pela sociedade, ao contrário de Marcela Temer.

Por isso, o protesto feito por mulheres através das redes sociais em todo Brasil não representam uma crítica a Macela Temer, mas, sim, uma crítica a posturas como as da Veja e da Isto É. As revistas construíram uma imagem de mulher brasileira “perfeita” de forma machista, misógina, simplória, censuradora e limitadora. A questão vai além de um protesto contra não poder ser nada que difere de “bela, recatada e do lar”, mas ter o direito e a liberdade de, independente de ser dona de casa, engenheira, professora, guerrilheira ou mesmo presidente, ser tratada com respeito e ter igual valor na sociedade ao de homens nas mesmas condições.

Publicidade

Um comentário sobre “O que Marcela Temer tem que Dilma não tem?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s