Cultura dos memes: seu impacto no jornalismo

Por Ana Luisa Araujo 

A linguagem jornalística para internet é, de fato, diferente. Porém, entre fases, adaptações, erros e, também dificuldades, o jornalismo tem sobrevivido às novas manifestações e representações midiáticas. Uma dessas expressões é o fenômeno dos memes, que não deixa de ser uma cultura e surgiu na internet.

“Meme” é um termo criado em 1976 por Richard Dawkins e significa uma unidade de informação que se multiplica de cérebro em cérebro ou no local em que é armazenada. Essa definição não foi criada a partir do entendimento atual, mas a ideia foi utilizada para identificar esse tipo de expressão, hoje presente na internet e na mídia.

Para entender melhor como essa cultura afeta o fazer jornalístico, pode-se usar como exemplo um caso recente: Operação Carne Fraca. Ela foi veiculada por vários jornais, nos quais foram revelados o uso de carnes podres e a reembalagem de carnes vencidas, incorporando papelão em algumas delas.

O caso gerou grande quantidade de memes. Pessoas anônimas e, ainda, grandes veículos como The Huffington Post Brasil, questionaram até que ponto os memes param de cumprir seu papel de diversão e passam a desvalorizar um assunto de grande importância e, também, saúde pública, como nesse caso.

Além de banalizar certos assuntos, os memes, hoje, são parte do cotidiano de jornalistas, principalmente do meio online, porque essa linguagem é acessível e chamativa para a internet, o que gera mais visualizações da matéria. Existem outros casos, como o site de notícias Sensacionalista, que se define como um “jornal isento de verdade”. Nessa dinâmica, o portal ironiza e faz piadas de notícias e fatos.

Não se espera do jornalismo online uma adaptação do impresso, o que, muitas vezes, ainda acontece. Ele é uma expressão jornalística, que tem substância e desdobramentos, muitas vezes, ainda desconhecidos. Contudo, o jornalismo conseguiu sobreviver a grandes mudanças e transições sem perder sua essência e se reinventando. Atualmente, espera-se que continue sobrevivendo.

Publicidade

3 comentários sobre “Cultura dos memes: seu impacto no jornalismo

  1. Roberto disse:

    Muito legal, os memes estão sendo uma forma de passar as informações que recebe no seu dia a dia, para mim este artigo despertou o senso para que eu analise mais o que estou repassando, se concordo ou não com a mensagem do meme. Abraços!

    Curtido por 1 pessoa

  2. JULYA ZANI CONCEIÇÃO disse:

    Ana Luisa, boa tarde. Estou fazendo um trabalho sobre memes e gostaria de conversar com você sobre o assunto. Teria como eu entrar em contato com você?
    Obrigada!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s