Todos os memes do presidente

Por Ana Carolina Fonseca

Imagine a surpresa de receber um e-mail oficial do Palácio do Planalto. Foi o que aconteceu com os blogueiros do Capinaremos e do Ah Negão em 22 de maio. A mensagem dizia que as imagens oficiais do Presidente Michel Temer (PMDB) não poderiam ser utilizadas sem os devidos créditos. Até aí, tudo bem. Está na Lei 9.610/98, artigo 24: o autor da imagem tem o direito moral de ser creditado.

O e-mail também dizia, no entanto, que as fotos do Planalto devem ser usadas para fins jornalísticos ou de divulgação de ações do governo. Para outros usos, seria necessária autorização prévia. Nada de memes, então. Esse novo posicionamento, inédito na política brasileira, teve efeito oposto ao desejado. Ao invés da diminuição de imagens humorísticas nas mídias sociais, viu-se aumento delas.

Do ponto de vista do gerenciamento da imagem do Presidente, a medida pode ter se tornado uma dor de cabeça para a equipe do Planalto. Os memes continuaram, mas agora com nova munição. Isso tudo aconteceu logo depois da delação de Joesley Batista, da JBS, envolvendo Temer e aliados. Ou seja, não foi um período fácil para a comunicação do Planalto.

Em resposta, o PT lançou um pacote com 404 fotos de Michel Temer tiradas por fotógrafos da agência do partido. Junto, veio a promessa de que poderiam ser usadas até para memes. Para comunicadores e quem trabalha com mídias sociais, é fácil perceber aqui o bom uso da oportunidade na divulgação.

O caso até lembra uma situação parecida na Rússia. O presidente Vladimir Putin proibiu a circulação de uma imagem manipulada sua, na qual está pintado com maquiagem colorida. O governo russo tem forte postura anti-LGBT, que já rendeu inúmeras manifestações no país e também da comunidade internacional. A medida, é claro, também teve o efeito oposto: a imagem circulou ainda mais pelas mídias sociais, acompanhada de avisos bem intencionados: “Atenção, Putin não quer que esta foto seja divulgada!”

3F0058B900000578-4386062-The-m-35_1491475696731

Além de dezenas de piadas que surgiram com o assunto, é preciso falar também do que muitos chamaram de extremismo. Já faz tempo que a cultura da internet se aproveita de momentos políticos do País para gerar conteúdo de humor. Temer não é o primeiro político ou presidente a ser alvo de piadas e memes. É até possível dizer que isso já é padrão na política brasileira. Basta procurar no Google “meme +” qualquer evento importante do Planalto ou Congresso nos últimos anos para verificar o fato.

Humor nem sempre é só humor. É critica e comentário social também. O fato é que a medida pode abrir precedente para outros tipos mais sérios de censura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s